Felicidade 360 graus

SÉRIE DE ARTIGOS “FELICIDADE Um jeito de viver”

“A Felicidade não é um quando nem um onde; ela pode ser um aqui e agora.” (ZigZiglar – do livro “Além do Topo”)

Será que existe “mais ou menos” felicidade? Será que alguém consegue ser feliz no trabalho, ao mesmo tempo em que não é feliz dentro de casa? Ou seja, feliz em um contexto da vida, enquanto que em outro não há felicidade?

Se você estivesse agora em seu aniversário de oitenta anos, minutos antes de soprar a velinha do bolo, e olhasse para o passado, como se sentiria? Feliz, realizado, com sentimento de missão cumprida? Ou, arrependido, infeliz porque poderia ter feito diferente, poderia ter amado mais, encontrado mais tempo para ficar com as pessoas que ama e curtir mais os momentos que a vida proporcionou?

Lembro das aulas de filosofia, quando o professor estimulava uma reflexão através da seguinte pergunta: “quem sou eu?”. Hoje em dia temos que substituir essa pergunta para, quem “somos eu?”. Você não possui apenas um papel na vida, mas vários que integram a sua identidade pessoal. Você pode ser pai de família, gestor de uma empresa, estudante, amigo, filho, membro de uma igreja e etc. Então, temos vários papéis na vida, porém, temos que tomar cuidado ao pensar que existe vida profissional e vida pessoal, pois na verdade o que existe é VIDA.

Verifique quais são as áreas da sua vida que considera as mais importantes, pois a vida não é só trabalho, não é só contas para pagar, ela é formada pela área familiar, lazer, financeira, saúde, profissional e outras. Saiba identificar o que te deixa feliz nas diversas áreas que compõem sua vida, e busque isso.

Saber aproveitar o tempo, buscando atingir grandes metas em cada área da vida é um dos segredos de sucesso. Então, é preciso criar motivação para nos fazer sentir bem, pois nossas motivações ditam onde encontramos nossa felicidade, nossos prazeres.

Daniel Goleman, ph.D. no livro “O Cérebro e a Inteligência Emocional” afirma que “a palavra motivação partilha sua raiz com emoção, ambas vêm do latim motere, mover”. Goleman diz que qualquer coisa motivadora nos faz sentir bem. Aí está a razão porque muitos afirmam que a felicidade não está no destino, não está somente na conquista de objetivos, a felicidade também está na jornada, pois quando temos objetivos significativos para alcançar, o movimento gerado na direção daquilo que é importante é o que vai fazer a jornada prazerosa, é o que vai dar brilho a vida.

Então, aprenda a usar seu tempo preenchendo as áreas da vida para obter satisfação plena. Faça da felicidade um jeito de viver, uma forma de se colocar diante dos desafios da vida. Veja algumas atitudes que podem ajudar a você a fazer da felicidade um jeito de viver plenamente:

– Procure valorizar o aspecto positivo diante das adversidades, sem deixar de ser realista.
-Valorize os pequenos momentos. Dê a si mesmo pequenos prazeres, os quais muitas vezes você tem ignorado por falta de tempo, por causa da correria do dia a dia. Talvez, um dos motivos porque DEUS não nos deixa saber exatamente o dia que vamos morrer é para que saibamos viver a vida intensamente, mas muitos deixam o mais importante para depois e quando param para pensar muitas coisas não voltam mais.

– Escreva seus objetivos, analise o que gostaria de alcançar em cada área de sua vida, depois estabeleça pequenas metas para começar a construir o seu sucesso.
– Não desperdice o agora! Se for abraçar alguém, abrace de verdade. Quando sorrir, sorria com o corpo todo; se for dançar, dance sem se preocupar com o que os outros vão dizer; se for executar um trabalho dê o melhor de si.

Portanto, faça da felicidade uma forma de se colocar diante da vida. Não desperdice a si mesmo, não desperdice a vida. Procure ser feliz no aqui e agora, onde estiver e com quem estiver ao seu lado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


* Preencha o código da imagem.